sexta-feira, 6 de agosto de 2010

Galinhas em sítio de Jacuri "bailam" na hora do rango

Jacuri tem algumas peculiaridades que não podem deixar de ser noticiadas. Numa de minhas idas mais recentes à cidade, conheci um sítio meio diferente, onde os animais tem comportamentos um tanto inusitados.

Imaginem um jegue que responde ao chamado do dono e passeia com um cachorro, o Lula, montado no "cangote", ou um porco que abre torneira ou ainda um bando de galinhas que "bailam"? Parece inacreditável, mas o lugar existe, e bem alí na saída para a cidade de Coluna.

Conta o proprietário, popularmente conhecido por "Mazin", que ele tem um tratamento um tanto "humanizado" com os animais e plantas do sítio e diz que "aos poucos eles vão entendendo" o que ele fala.

Mazin foi funcionário público por muitos anos em Belo Horizonte e resolveu deixar a capital para morar no campo. No sítio ele mantém galinhas, uma vaca leiteira, o jegue que atende gentilmente pelo nome de Querlúcio - e quando digo "atende", atende mesmo, já que basta gritá-lo pelo nome que ele relincha respondendo - uma família de porcos, que inclui um javali mal humorado, um tanque com traíra e lambaris, gato, e tudo mais que um sítio de verdade possa ter.

Na ocasião em que estive no local, até me senti inspirado para um post no meu blog "O sertão sou eu", que pode ser acessado clicando no link.

E para quem acha que a estória das galinhas que "bailam" é história pra boi dormir, segue abaixo um vídeo do espetáculo. As imagens são do meu amigo Alexandre Costa. Espero poder voltar no sítio em breve para fazer imagens do Querlúcio.

video

3 comentários:

Anônimo disse...

Eu Nunca vi isso na minha vida Nelio..hahahahah
Esse Cidadao é Mágico ! ausauhsa

Débora disse...

gente!
imagina isso ao vivo?
quero ver!!! rs
adorei!

Anônimo disse...

kkkkkkkkkkkkkkkkkkk... muito legal nélio este vídeo das galinhas. Adorei.òtimo o seu blog. abraços.
Neide Oliveira